Os benefícios da atividade física para a terceira idade

26, junho 2017

Os benefícios da atividade física para a terceira idade

Todo mundo sabe que a prática de exercícios físicos é de grande importância para todas as pessoas, pois além de combater o sedentarismo, eles ajudam a melhorar a saúde e fazer com que tenhamos uma vida melhor. Os benefícios da atividade física se estende ainda para as pessoas da terceira idade, servindo como uma verdadeira aliada para a preservação da saúde, principalmente da musculatura.

Com a chegada da idade, muitas pessoas acabam perdendo a disposição para realizar os exercícios, sendo que acreditam que não possuem mais forças para isso. No entanto, o que deve acontecer é exatamente o contrário, ou seja, a atividade física deve ser vista como um tratamento para as pessoas da terceira idade, já que dentre tantos benefícios, ela ajuda o corpo a manter-se mais forte e resistente por mais tempo.

Conheça mais alguns benefícios da atividade física para a terceira idade:

1 – Reduz a depressão – é comum que muitas pessoas, com a chegada da terceira idade, comecem a ficar mais deprimidas, podendo até desenvolver quadros de depressão. Isso acontece porque percebe que está perdendo as suas capacidades motoras, ou ainda, porque os familiares e amigos começam a se afastar.

A atividade física é responsável por liberar os hormônios do prazer, promovendo uma sensação de bem-estar para quem a pratica. Dessa forma, é fundamental que as pessoas idosas realizem exercícios físicos para não sofrer com os sintomas da depressão e ter uma vida mais leve e feliz.

2 – Diminui os riscos de queda – é bastante comum também que as pessoas da terceira idade caiam com frequência. Isso porque os ossos acabam perdendo boa parte a sua densidade com o passar dos anos, o que causa um enfraquecimento, facilitando as quedas. Além disso, a musculatura perde também o equilíbrio, o que também facilita com que a pessoa idosa chegue a cair.

Os exercícios físicos servem justamente para estimular e fortalecer os ossos e músculos, garantindo uma estrutura mais firme até na terceira idade, reduzindo os riscos de queda.

3 – Reduz o risco de doenças cardíacas – muitas pessoas na terceira idade são propensas a desenvolverem doenças cardíacas, uma vez que o coração acaba enfraquecendo com o passar dos anos. Assim como nos ossos e músculos, a atividade física erve também para fortalecer o coração, diminuindo consideravelmente os riscos de doenças cardíacas, como enfarte, AVC, entre outras.

4 – Mantém o peso corporal – por combater o sedentarismo e queimar algumas calorias, a atividade física também é fundamental para que as pessoas da terceira idade consigam manter o peso corporal adequado. Isso porque depois de uma certa idade, o metabolismo começa a ficar mais lento, e assim, o processo de perda de peso fica cada vez mais complicado. Dessa forma, a atividade física é um bom meio para manter o peso ideal, mantendo longe a preocupação com a balança.

5 – Atividades físicas em grupo – se praticar atividades físicas individualmente já traz uma série de resultados, quando ela é praticada em conjunto, os benefícios são ainda maiores. Isso porque a atividade física em grupo permite a interação com outras pessoas, criam-se novos laços de amizade, contribuindo para um maior bem-estar de todos os praticantes.

Relacionados

Entenda o custo x benefício de um residencial para idosos

Entenda o custo x benefício de um residencial para idosos

Quando somos crianças, necessitamos de cuidado, atenção e amor, mas chega um momento em que o cenário se modifica. Nós filhos, criados com desvelo e atenção, passamos a cuidar

Porquê confiar quem “Você” mais ama aos cuidados do Aconchego Residencial para Idosos

Porquê confiar quem “Você” mais ama aos cuidados do Aconchego Residencial para Idosos

    Sabemos que o envelhecimento populacional e a expectativa de vida vêm cada vez mais crescendo ao longo dos anos. Há estudos que mostram uma diminuição da taxa de mortalidade

Sons e sorrisos: a importância da musicoterapia para a saúde dos idosos

Sons e sorrisos: a importância da musicoterapia para a saúde dos idosos

Que o número de idosos não para de crescer no Brasil e no mundo, isso já não é novidade. Novas são as dúvidas que surgem, dia após dia, quanto