Previna acidentes em casa

28, abril 2017

Previna acidentes em casa

Com o passar do tempo é mais do que normal ficarmos mais frágeis e propensos a sofrer acidentes. Os idosos costumam apresentar mais dificuldade de caminhar, de se movimentar e de manter o equilíbrio em algumas situações.

Segundo dados do Ministério da Saúde, cerca de 70% dos acidentes com idosos acontecem dentro de casa, sendo que 40% destes acaba resultando em alguma fratura grave e 30% levam até a morte.

Por isso, pessoas que convivem com idosos ou até aqueles que já percebem que estão se aproximando deste momento, devem preparar a casa para o convívio seguro e saudável destas pessoas. E como o número de idosos vem crescendo bastante nos últimos anos, tem havido um acréscimo de interesse neste sentido.

Pensando nisso, separamos algumas dicas para ajudar quem deseja melhorar a segurança e evitar acidentes com idosos dentro de casa. Veja a seguir:

1. Retire tapetes escorregadios do chão

Idosos sentem mais dificuldade de se equilibrar, portanto, opte sempre por tapetes emborrachados e que não escorreguem, ou simplesmente retire tudo do chão. É mais seguro. O banheiro é ainda mais perigoso e portanto, tome muito cuidado com colocar pisos, toalhas e outros tipos de tapetes.

Dentro do box, outro cuidado é essencial: não se esqueça de tapetes emborrachados.

2. Cuidado com esbarrões

Móveis muito grandes, com quinas ou objetos de decoração podem causar acidentes e até quedas. Deixe o caminho o mais livre possível.

3. Corrimões para todos os lados

Corredores, quartos, banheiros e outros cômodos nos quais os idosos não tem como se apoiar devem ser equipados com corrimões. Isso evita que caiam e possibilita que eles consigam caminhar com mais segurança e se apoiar em caso de algum desequilíbrio.

O banheiro é o cômodo mais perigoso da casa e deve ter corrimões inclusive dentro do box, facilitando que entrem e saiam sem grandes dificuldades e perigos.

4. Cuidado com queimaduras

O fogão deve ser sempre fiscalizado para garantir que o fogo não está ligado, ou muito alto. Já é possível encontrar protetores de fogão no mercado que também evitam acidentes. Tome cuidado também com o ferro de passar e se precisar deixá-lo esfriando, opte por colocar no chão ou em um lugar longe do acesso dos idosos.

5. Facilite o acesso a utensílios e itens de primeira necessidade

Evite guardar objetos muito usados em armários altos que precisem de escadas ou banquinhos. Prefira deixar tudo no máximo na altura dos ombros e principalmente evitando que fiquem empilhados.

6. Atenção às escadas

Proteja os degraus com fitas antiderrapantes em todos os degraus, tanto em áreas internas quanto externas. Não deixe também de instalar corrimões e guarda-corpos para evitar quedas e acidentes mais graves.

7. Melhore a iluminação

Com o passar do tempo, a vista dos idosos vai ficando mais cansada e falha. Por isso, melhore a iluminação da casa, colocando mais lâmpadas e mais claras. As novas tecnologias como o LED por exemplo, permitem uma melhor iluminação sem precisar gastar muito.

8. Etiquete medicamentos

Idosos geralmente precisam tomar diversos medicamentos durante o dia e uma dosagem errada pode causar problemas graves. Etiquete tudo de forma bem visível, incluindo o nome do medicamento, o horário que deve ser tomado e a quantidade.

Com estes cuidados, a casa vai ficar muito mais segura e será possível proporcionar uma vida melhor e mais saudável para os idosos.

Relacionados

Entenda o custo x benefício de um residencial para idosos

Entenda o custo x benefício de um residencial para idosos

Quando somos crianças, necessitamos de cuidado, atenção e amor, mas chega um momento em que o cenário se modifica. Nós filhos, criados com desvelo e atenção, passamos a cuidar

Porquê confiar quem “Você” mais ama aos cuidados do Aconchego Residencial para Idosos

Porquê confiar quem “Você” mais ama aos cuidados do Aconchego Residencial para Idosos

    Sabemos que o envelhecimento populacional e a expectativa de vida vêm cada vez mais crescendo ao longo dos anos. Há estudos que mostram uma diminuição da taxa de mortalidade

Sons e sorrisos: a importância da musicoterapia para a saúde dos idosos

Sons e sorrisos: a importância da musicoterapia para a saúde dos idosos

Que o número de idosos não para de crescer no Brasil e no mundo, isso já não é novidade. Novas são as dúvidas que surgem, dia após dia, quanto